“Devemos estar todos unidos nesta procura e neste esforço de melhorar a Europa”, considera Vasco Cordeiro

Vasco Cordeiro, Presidente do PS/Açores e 1º Vice-Presidente do Comité das Regiões da União Europeia, considerou este sábado a importância de, enquanto cidadãos europeus, estarmos “todos unidos nesta procura e neste esforço de melhorar a Europa”, evitando a ideia de que “de um lado estão os cidadãos e do outro as instituições”.

Intervindo na sessão plenária inaugural da Conferência sobre o Futuro da Europa, Vasco Cordeiro já havia destacado a ambição deste projeto, quer na sua dimensão como nos seus propósitos, salientando ser uma oportunidade para os cidadãos europeus, de entre os quais se contam os Açorianos, “poderem reivindicar uma Europa mais próxima, mais democrática e mais eficaz”, que coloque no centro da sua ação “os anseios e os desafios que esses mesmos cidadãos sentem diariamente”.

Com a iniciativa que irá durar cerca de um ano, pretende-se criar “um exercício de diálogo, de democracia e de participação dos cidadãos”, sendo que cada um é convocado a apresentar as suas ideias, através da plataforma digital, em matérias relacionadas com as Alterações climáticas e ambiente; Saúde; Uma economia mais forte, justiça social e emprego; A UE no mundo; Valores e direitos, Estado de direito, segurança; Transformação digital; Democracia europeia; Migração; Educação, cultura, juventude e desporto.

Para Vasco Cordeiro, um dos principais desafios que se coloca após a realização da conferência passa por pôr em prática os resultados obtidos porque, conforme adianta, “durante a conferência está em causa a participação cívica, mas, após, está em causa a confiança dos cidadãos”.

A sua sessão plenária inaugural que decorre por via presencial e videoconferência no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, conta com a participação de 108 representantes do Parlamento Europeu, 54 do Conselho Europeu, três da Comissão Europeia, Representantes de todos os parlamentos nacionais, para além dos 18 elementos do Comité das Regiões Europeu e do Comité Económico e Social Europeu, onde se inclui o Presidente Apostolos Tzitzikosta e o 1º Vice-Presidente do Comité das Regiões da União Europeia, Vasco Cordeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *