Alcançado acordo que levará Vasco Cordeiro à presidência do Comité das Regiões

Os dois maiores grupos no Comité das Regiões chegaram hoje a acordo para o novo mandato da entidade, cabendo os dois anos e meio iniciais de presidência ao grego Apostolos Tzitzikostas (PPE) e a segunda metade a Vasco Cordeiro (PSE).

“Para os Açores é um passo importante e uma conquista importante. De acordo com o acordo político que será assinado hoje à noite e com a votação de amanhã [quarta-feira], eu só serei primeiro vice-presidente e futuramente presidente do Comité das Regiões porque sou presidente do Governo dos Açores. Esta é, desde logo, uma conquista e uma vitória dos açorianos”, considerou o governante, falando aos jornalistas portugueses.Vasco Cordeiro falava depois da sessão de constituição do sétimo mandato do Comité das Regiões Europeu.O presidente do Governo dos Açores havia sido indicado em dezembro como candidato pelo Partido Socialista Europeu (PSE) à presidência do Comité das Regiões.

O comité, criado em 1994 na sequência da assinatura do Tratado de Maastricht, é a assembleia da UE dos representantes regionais e locais dos 28 Estados-membros, sendo atualmente composto por 350 membros efetivos, 12 deles portugueses.

A Comissão Europeia, o Conselho Europeu e o Parlamento Europeu têm de consultar o Comité das Regiões quando elaboram textos legislativos sobre matérias em que as autoridades regionais e locais têm uma palavra a dizer.

Em causa estão áreas como o emprego, política social, coesão económica, transportes, energia ou mudanças climáticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *